Android Kotlin

GARBAGE COLLECTOR: COMO FUNCIONA?

Tiago Aguiar Desenvolvedor ios

Escrito por Tiago Aguiar

em 14/05/2021

Garbage Collector é um termo comum na programação moderna.

Muitos desenvolvedores, tanto iniciantes como experientes "vivem" com ele diariamente sem ao menos saber disso.

E hoje eu quero compartilhar com você o que é e como o Garbage Collector afetar a sua vida de desenvolvedor. Seja uma aplicação Web, Mobile ou Desk.

Quando você entende os princípios da computação, seu poder de criação é levado à outro nível!

Funções do Garbage Collector

O próprio nome já dá um spoiler do que é o Garbage Collector.

Ele é um coletor de "sujeira" do seu sistema. Ou seja, sua principal função é descartar os espaços de memória alocados que não são mais usados pela aplicação.

Nos primórdios da computação e em linguagens mais antigas como o C, esse processo é feito manualmente pelo desenvolvedor. O que de fato, te dá mais controle ainda do seu sistema.

Porém, como diz o Tio Ben do Peter Parker, com grandes poderes, vem grandes responsabilidades.

tio ben peter parker

Logo, é de responsabilidades dos desenvolvedores gerenciar as memórias nessas linguagens que não fornecem o Garbage Collector.

Vantagens do Garbage Collector

As linguagens de programação que já fornece um Garbage Collector como por exmeplo o Java, fornecem junto: - produtividade ao desenvolvedor - melhor trabalho em equipe - ganho na redução de bugs

Mesmo o Garbage Collector fazendo tudo isso por você e o sistema, é preciso que o profissional saiba manipular os objetos para o Garbage Collector agir na hora certa, principalmente em games Mobile ou sistemas embarcados que demandam um gerenciamento crítico dos objetos.

Se você já desenvolveu uma aplicação Java, talvez você já tenha se deparado com o famoso OutOfMemoryError ou Java Heap no space.

Como funciona o gerenciamento de memória com Garbage Collector

Primeiramente você precisa entender que tudo na computação são bits armazenados em registrados / memórias. Esses bits são alocados e ocupados e em um momento futuro, você precisa desse espaço livre novamente para novos bits.

Essa memória é tratada de 2 partes:

  1. Pilha
  2. Heap

A pilha geralmente é onde se aloca variáveis locais já o Heap é onde alocamos variáveis dinâmicas ou objetos de fato.

void send() {
 // ...
 int x = 0;
 User user = new User();
}

Neste exemplo, como a variável user aponta para um objeto, o new User efetivamente vai para o Heap. Enquanto a variável user é alocado na pilha. Já o int x fica armazenado na pilha, sendo uma variável local.

Em curtas palavras, sempre que há um new (instancia) de um objeto, o heap cresce com objetos.

Isto significa que se você criar um ArrayList com 10mil objetos, você estará inflando o seu Heap.

Ok. Mas qual o momento que o Garbage Collector entra em ação?

O Garbage Collector não tem uma hora exata para entrar em ação. Mas ele começa o seu processo de "análise" para saber quem deve ser limpado no momento em que um objeto não possui mais nenhuma referência para ele.

No nosso exemplo, quando a variável user estiver com null e o objeto real User() não tiver mais nenhuma outra variável apontando para ele, esse objeto se torna um forte candidado a ir para o coletor de sujeira.

O algoritmo responsável por esse processo seja chama Mark and Sweep - Marcar e varrer.

(Assista o video acima onde é explicado como o algoritmo funciona).

É possível chamar o Garbage Collector manualmente?

Essa é uma pergunta curiosa e polêmica.

Muitos desenvolvedores usam um hack para forçar a execução do Garbage Collector. O que, em muitos casos, não é uma boa ideia pois ele demora para executar e se, você precisa de performance, isso não é bom.

Existem outras estratégias melhores como pools e outras mais.

Mas supondo que você realmente queira livrar espaços e tentar forçar o coletor a agir, você pode atribuir null a referência para que o algoritmo entre em ação OU usar a instrução System.gc() OU a melhor opção seria usar referencias weak do pacote java.lang.ref como as classes:

  • WeakReferences
  • StrongReferences
  • PhantomReferences
  • etc

Espero que tenha esclarecido um pouco mais a importância do conhecimento de baixo nível da programação e como funciona o Garbage Collector de modo geral.

Um grande abraço!

Tiago Aguiar


Me siga nas redes sociais:


Artigos Relacionados

WebView Android: Transforme Sites e Blogs em Aplicativos Android Componentes

Webview Android: Transforme Sites E Blogs Em Aplicativos

A WebView é um componente do sistema Android que permite exibir conteúdos de sites responsivos e blogs dentro de u...

Como Instalar o Android Studio no Windows Android Ferramentas

Como Instalar O Android Studio No Windows

Android Studio é a ferramenta oficial desenvolvida criado pelo Google com recursos para criar aplicativos Android....

Aprender a Programar Para Android do Zero: Primeiros Passos Android Programador

Aprender A Programar Para Android Do Zero: Primeiros Passos

Acredite ou não, aprender a programar aplicativos para Android é de longe uma das coisas mais divertidas que podem...

SPLASH SCREEN ANDROID - O JEITO MAIS SIMPLES E EFICAZ Android Design

Splash Screen Android - O Jeito Mais Simples E Eficaz

Aprenda a criar uma Splash Screen no Android só com XML

Adquira o e-book: Aprendendo Android -
Do Zero à Google Play

Procurando vagas de desenvolvedor?